Ministério de Direitos Humanos quer fortalecer defesa de crianças e adolescentes no Marajó

Pensando em fortalecer o Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA) na região do Marajó, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) lançou um edital para o desenvolvimento de pesquisas na região.

O objetivo é realizar uma pesquisa no âmbito de acordo de cooperação técnica entre o Brasil e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) que possa ser utilizada para criar ações humanitárias estratégicas e de justiça social.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADEO foco da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA), responsável pelo programa Abrace Marajó, é combater a exploração sexual de crianças e adolescentes, a violência contra a mulher e todas as formas de violação dos direitos humanos naquela região.

O Abrace Marajó busca alternativas para melhorar o município com o menor IDH do país.

Por isso, a instituição contratada deverá realizar o trabalho a partir de benchmarks de estratégias e metodologias, nacionais e internacionais, de fortalecimento dos sistemas de garantia dos direitos das crianças e adolescentes em contextos de vulnerabilidade social.

As estratégias devem ser voltadas para o acolhimento, o atendimento e a promoção de direitos de crianças e adolescentes e suas famílias, com potencialidade de serem replicadas no arranjo socioeconômico da região do Marajó.

O edital está disponível através do site oficial vendor.

un.

org.

br/processes/3017.

Categoria:Política