A prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PSB), segue ditando as cartas e o compasso do jogo político na maior cidade do Sertão do Moxotó. Com a vitória folgada em 2016, a prefeita se consolidou como a maior liderança política da cidade. Hoje Arcoverde segue em compasso de espera pela decisão da Prefeita para dar o “start” na corrida eleitoral para 2020. “Não temos pressa. Temos compromisso e responsabilidade com nossa cidade. Agora é hora de trabalhar. No momento certo, vamos escolher o caminho que seja melhor para Arcoverde”, afirma Madalena Britto.

Eleita e reeleita com mais de 60% dos votos e dona do maior patrimônio eleitoral da região, é mais do que natural que a escolha de sucessor pela prefeita seja fator determinante nas eleições do próximo ano. Até os adversários admitem que Madalena Britto tem força de verdade e peso político inquestionável. A prefeita tem forte carisma popular e trabalho para mostrar, com um expressivo número de obras realizadas à frente da gestão. Tudo isso junto, naturalmente, vai se refletir positivamente nas urnas em 2020.

Recentemente, o vice-prefeito Wellington Araújo (MDB), sucessor natural de Madalena Britto, desistiu da candidatura por decisão própria e razões familiares. “Wellington seria um excelente prefeito. É um homem capaz, um empresário competente, uma boa pessoa e um cidadão respeitado. Mas Arcoverde tem muitos outros nomes de qualidade e nós estamos analisando quem seria esse nome que estaria à altura de Wellington para compor o nosso palanque”, explicou a prefeita.

Nos bastidores, fala-se que outro empresário da cidade, Wellington Maciel, dono do grupo LW – uma grande rede comercial que atua em vários setores (móveis, eletrodomésticos, calçados, material esportivo), com mais de 500 funcionários e lojas em várias regiões de Pernambuco e de outros Estados – já estaria conversando com a prefeita sobre a disputa no palanque dela em 2020.

Sobre Wellington Maciel, Madalena Britto diz que prefere não “antecipar as eleições”. Mas admite: “Wellington Maciel poderia, sim, ser um gestor muito bom para Arcoverde. Ele é um exemplo: um homem que veio de família humilde e venceu na vida como empresário de sucesso. Ele tanto conhece a importância da grande economia como tem sensibilidade para as necessidades das pessoas mais pobres. E isso combina com o nosso jeito de fazer política, com uma administração voltada para os mais pobres, os mais necessitados”.

Outra possibilidade, a de uma aliança com a vereadora Cibely Roa (PL), a prefeita também desconversa, mas nem confirma e nem nega: “Em política, tudo é possível. Nós não descartamos nenhuma hipótese. Mas a nossa decisão final vai ser pautada por um só objetivo: vamos fazer a escolha que represente o melhor para Arcoverde, o melhor para a população de nossa cidade”, concluiu a prefeita Madalena Britto.